sábado, 7 de junho de 2008

Sempre sorridente

"Sempre sorridente" foi o que um amigo do orkut comentou ao ver essa foto aí de cima. Siiiiiiimmmmmmmm, sorrir é tudo de bom. Eu não fico sorrindo o tempo todo enquanto corro, e tem horas em que devo ficar com cara de megera - quando passo por calçadas lotadas de pedestres, ruas cheias de carros e de barulho.
Essas duas fotos foram feitas pelo Eduardo Souza. Foi depois do km 36, e antes da virada no km 38. Vi o Eduardo parado no meio da pista, vi que ele ia me fotografar, e sorri. Sorri pra ele. Sorri pra foto. Sorri porque àquela altura eu já estava rindo à toa, eu sabia que ia completar a maratona. E, embora bem cansada, eu estava feliz, bem-humorada, alegre, livre e solta de novo. Correndo apenas porque correr é bom, mesmo quando é ruim...
Minhas fotos na chegada também são todas sorridentes. Eu e Marcelo, meu companheiro nos 3km finais, começamos a rir quando entramos na última curva e não paramos até pisar no tapete. Essas fotos aí de baixo eu comprei num site, vão chegar nessa semana. Sorria!!!