segunda-feira, 10 de dezembro de 2007

A Prece de Kuntuzangpo


Ho! Tudo – aparência e existência, samsara e nirvana – tem uma base única, não obstante dois caminhos e duas fruições, e magicamente exibe-se como percepção ou ignorância.
Por meio da Prece de Kuntuzangpo, possam todos os seres tornarem-se budas, completamente perfeitos na esfera do dharmadhatu.

A base de tudo é não-composta, e a grande vastidão auto-surgida, além da expressão, não tem o nome de samsara, nem de nirvana. Realizando apenas isso, você é um buda; sem realizar isso, você é um ser vagando pelo samsara.
Rezo para que todos vocês, seres dos três reinos, possam realizar o verdadeiro significado da base inexprimível.

Eu, Kuntuzangpo, realizei a verdade dessa base, livre de causa e condição, que é apenas a percepção auto-surgida. Ela é isenta de nódoas por expressão externa e pensamento interno, afirmação ou negação, e não é manchada pela escuridão da desatenção mental. Portanto, essa exibição automanifesta é livre de defeitos.
Eu, Kuntuzangpo, permaneço como percepção intrínseca. Muito embora os três reinos venham a ser destruídos, não há medo. Não há apego às cinco qualidades desejáveis dos objetos dos sentidos. Na consciência auto-surgida, livre de pensamentos, não existe nem forma sólida, nem os cinco venenos.

Na clareza incessante da percepção, singular na essência, não obstante surge a exibição das cinco sabedorias.
Do amadurecimento dessas cinco sabedorias, emergem as cinco famílias do Buda e, por meio da vastidão de sua sabedoria, aparecem os 42 Budas pacíficos. Por meio do poder surgido das cinco sabedorias, manifestam-se os 60 Herukas irados.
Desse modo, a percepção da base jamais é equivocada ou errada.
Eu, Kuntuzangpo, sou o Buda original de tudo, e por meio dessa minha prece, possam todos vocês, seres que vagam pelos três reinos do samsara, realizar a percepção auto-surgida, e possa a grande sabedoria de vocês aumentar espontaneamente.

Minhas emanações vão se manifestar continuamente em bilhões de maneiras inimagináveis, aparecendo em formas para ajudar vocês, seres que podem ser treinados.

De início, vocês são seres deludidos porque não reconhecem a percepção da base.
Não têm em mente, portanto, que o que ocorre é delusão – o próprio estado de alheamento e a causa de extravio. Desse estado delusivo vem um súbito desfalecer e a seguir uma sutil consciência de medo oscilante.
Dessa oscilação surge uma separação do eu e a percepção dos outros como inimigos. Gradualmente, a tendência de separação se fortalece, e a partir disso inicia-se o círculo do samsara.

Desenvolvem-se então as emoções dos cinco venenos – as ações dessas emoções são infindáveis. Vocês carecem de percepção porque são desatentos, e essa é a base de seu extravio.
Por meio de minha prece, possam todos vocês reconhecer sua percepção intrínseca!

Ignorância inata significa desatenção mental e distração. Ignorância imputadora significa pensamentos dualistas em relação ao eu e aos outros.
Ambos os tipos de ignorância são a base da delusão de todos os seres.
Por meio da prece de Kuntuzangpo, possam todos vocês, seres que vagueiam pelo samsara, dissipar a névoa da ignorância, dissipar os pensamentos que se agarram à dualidade!
Possam vocês reconhecer sua própria percepção intrínseca!

Pensamentos dualísticos criam dúvidas; do apego sutil a essa mentalidade dualística, tendências dualísticas tornam-se mais fortes e mais densas. Comida, riqueza, roupas, casa e amigos, os cinco objetos dos sentidos e nossa amada família – todas essas coisas causam tormento ao criar anseio e desejo.
Todas essas são delusões mundanas; as atividades de se agarrar e fixar são infindáveis. Quando a fruição do apego amadurece, vocês nascem como fantasmas famintos, atormentados por cobiça e desejo, miseráveis, famintos e sedentos.
Por meio da prece de Kuntuzangpo, possam todos vocês, seres desejosos e luxuriosos que têm apegos, nem rejeitar o desejo anelante, nem acolher o apego aos desejos. Deixem a consciência relaxar em seu próprio estado natural, então sua percepção será capaz de se manter por si. Possam vocês obter a sabedoria do discernimento perfeito!

Quando objetos externos aparecem, surge a consciência sutil do medo. Desse medo, o hábito da raiva torna-se cada vez mais forte. Finalmente, vem a hostilidade, causando violência e assassinato. Quando a fruição dessa raiva amadurece, vocês sofrem no inferno, fervendo e ardendo.
Por meio da prece de Kuntuzangpo, possam vocês, seres dos seis reinos, quando a raiva intensa surgir para vocês, não rejeitá-la, nem aceitá-la. Em vez disso, relaxem no estado natural e obtenham a sabedoria da clareza!

Quando sua mente fica cheia de orgulho, surgem pensamentos de competição e humilhação. À medida que esse orgulho torna-se cada vez mais forte, vocês experienciam o sofrimento das contendas e do abuso. Quando a fruição desse karma amadurece, vocês renascem nos reinos dos deuses e experienciam o sofrimento da mudança e a queda para renascimentos inferiores.
Por meio da prece de Kuntuzangpo, possam vocês, seres que desenvolveram orgulho, deixar a consciência relaxar no estado natural. Então sua consciência será capaz de se manter por si.
Possam vocês consumar a sabedoria da equanimidade!

Por aumentar o hábito da dualidade, por louvar a si mesmo e denegrir os outros, sua mente competitiva conduz à inveja e à luta, e vocês renascem no reino dos deuses invejosos, onde há muita matança e injúria. O resultado dessa matança é que vocês caem no reino do inferno.
Por meio da prece de Kuntuzangpo, quando a inveja e os pensamentos competitivos surgirem, não se agarrem a eles como inimigos. Apenas relaxem em sossego, e então a consciência pode manter seu estado natural. Possam vocês consumar a sabedoria da ação desobstruída!

Por serem distraídos, descuidados e desatentos, vocês se tornam obtusos, confusos e esquecidos.
Por serem inconscientes e preguiçosos, vocês aumentam sua ignorância e a fruição dessa ignorância é vaguear em desamparo pelo reino animal.
Por meio da prece de Kuntuzangpo, possam vocês, seres que caíram na cova escura da ignorância, brilhar a luz da atenção mental e com isso consumar a sabedoria livre de pensamento.

Todos vocês, seres dos três reinos, na verdade são idênticos ao Buda na base de tudo. Mas seu entendimento equivocado da base causa seu extravio, por isso vocês agem sem meta.
As seis ações kármicas são delusão, como um sonho. Sou o Buda primordial, aqui para treinar as seis classes de seres por meio de todas as minhas manifestações.

Por meio da prece de Kuntuzangpo, possam todos vocês sem exceção atingir a iluminação no estado do dharmadhatu.

E Ho! Daqui em diante, quando quer que um yogue muito poderoso, com sua percepção radiante e livre de delusão, recitar essa prece muito poderosa, todos aqueles que ouvirem irão consumar a iluminação dentro de três vidas.

Durante um eclipse solar ou lunar, durante um terremoto ou quando a terra tremer, nos solstícios ou no Ano Novo vocês devem visualizar Kuntuzangpo.
E, se vocês rezarem em voz alta, de modo que todos possam ouvir, então os seres dos três reinos serão gradativamente liberados do sofrimento por meio da prece do yogue e por fim irão consumar a iluminação.


* Tradução a partir de uma versão em inglês.
Possa ser de benefício!