quarta-feira, 23 de julho de 2008

Abra seus olhos


Taí uma tradução rápida, Lucas. :)
Foi bom começar o dia fazendo isso como aquecimento para o trabalho, ainda mais que acordei pensando nessa música, que agora estou ouvindo no You Tube, porque não sei onde ela está nos meus podcasts.
Lembrei do Livro Egípcio dos Mortos, conhecido por esse nome quando na verdade chama-se Livro para Sair à Luz. Abrir os olhos e ver a luminosidade de onde brotam e onde cessam todos os fenômenos. No fim tudo sempre me leva à vacuidade. Do olho de Hórus aos olhos do Buda.

Tudo isso parece estranho e falso
E eu não vou perder um minuto sem você
Meus ossos doem, minha pele parece gelada
E estou ficando muito velha e muito cansada

A raiva sobe pela minhas entranhas
E não vou sentir essas estocadas e cortes
Quero tanto abrir os seus olhos
Porque preciso que você olhe dentro dos meus

Me diga que você vai abrir seus olhos
Me diga que você vai abrir seus olhos

Levante, saia, afaste-se desses mentirosos
Porque eles não sacam sua alma nem seu fogo
Pegue minha mão, enlace seus dedos entre os meus
E vamos sair dessa sala escura pela última vez

A cada minuto a partir desse minuto
Podemos fazer o quisermos em qualquer lugar
Quero tanto abrir os seus olhos
Porque preciso que você olhe dentro dos meus

Me diga que você vai abrir seus olhos
Me diga que você vai abrir seus olhos

Tudo isso parece estranho e falso
E eu não vou perder um minuto sem você