domingo, 26 de abril de 2009

Bonsai Arte

Este aqui é Ed, meu bonsai de serissa. Ganhei Ed de aniversário. De Edu, mi amor de treinador. :) Na mesma época, Lízia havia comprado Sully, seu microbonsai de serissa, e estava começando a frequentar a Bonsai Arte, uma oficina de bonsai aqui perto de casa. Apesar de muito apaixonada por Ed, eu não sabia cuidar dele, e quase o matei. Quase matei Sully também, quando Lízia viajou na virada do ano. Ela voltou e ficou horrorizada com o estado de Ed e Sully, e encaminhou os dois pra uma temporada de spa na Bonsai Arte, onde ficaram se recuperando de minha inépcia até o começo de abril.
Lízia tem paixão por bonsai, pra ela ir na Bonsai Arte olhar as plantas é uma tremenda curtição. Para estimular esse interesse dela por uma arte que é um exercício de paciência, e para garantir a sobrevivência de Ed e Sully, hoje fizemos um curso de bonsai para iniciantes. Eu fui pra poder ajudar Lízia, já que atenção e paciência não são suas maiores qualidades. Fui meio que na obriga, mas foi começar a ler a apostila pra me dar o mesmo clic que tive com o budismo ao ler o fabuloso Livro Tibetano do Viver e do Morrer de Sogyal Rinpoche.
Escolhi uma muda de pyracantha para fazer meu primeiro bonsai e dar início às experiências nesse novo universo que se abre para mim. Levei Ed comigo e dei um trato nele, fazendo uma pequena poda para corrigi-lo e começar a dar um formato.
Que minha prática e meus bonsai floresçam!