quinta-feira, 23 de janeiro de 2014

Honestidade natural

Perdi meu Galaxy S4 no início da tarde. Achei que tivesse deixado em casa. Quando cheguei, tinha mensagem do ex-marido no telefone fixo avisando que um cara tinha encontrado meu telefone no chão, na rua. Como estava com a tela bloqueada, ele não conseguiu acessar nada, mas eu tenho o número do ex nas chamadas de emergência. Tentando desbloquear a tela, o Fernando, o cara que achou o S4, acabou ligando pro Eduardo, contou que estava com o meu telefone e não sabia como fazer pra devolver. Aí passou o endereço dele pro Eduardo. Também passou seu endereço pra Rita, que ligou pro meu celular e falou com ele.
Fui lá, e Fernando me devolveu o celular. Assim, na boa, como se fosse a coisa mais normal desse mundo. Para ele, nada de mais, coisa banal. Para mim, uma tremenda economia e uma alegria imensa por ver que, sim, existe gente naturalmente honesta. O Fernando trabalha no Tchê Ofertas. Só sei isso sobre ele, além do fato de que é um homem de bem.