domingo, 5 de dezembro de 2010

Vintage

Eu pegava no pé do ex-marido dizendo que ele era "um homem sempre atrás de seu tempo" por sua ligação com o passado: história do Brasil colonial, música dos anos 60, literatura beat, movimento hippie. Agora, quanto mais velha fico, mais atrás do meu tempo me vejo. Tem a paixão primordial pelo Led Zeppelin. E Prince. E muitas, muitas outras coisas.
Na dança do ventre, uma paixão desde os tempos de criança que só floresceu em 2009, eu sou uma mulher muito atrás do meu tempo também. Adoro as músicas clássicas e o estilo dos anos 50. Nos trajes eu também gosto do estilo antigo: saia godê vaporosa, sutiã forrado com bordado de contas, cadeirão com franja.
E hoje tive a felicidade de encontrar um site de música vintage de belly dance. Já me inscrevi no podcast e vou baixar tudo.
http://www.radiobastet.com