terça-feira, 6 de janeiro de 2015

Pink spirit


O dia começou muito bem. Treino legal no Parcão. Musculação. Que eu já ia matar. Não fazia desde o dia 31. Inércia pode ser uma coisa terrível. Se eu começo a falhar treinos, vou perdendo o embalo, E depois não quero mais ir. Se mantenho a regularidade, estou sempre com vontade.
Aí fui visitar a sede da R.A. Runners e tomar café da máquina nova.
Voltei pra casa a pé. Cruzei de novo pelo Parcão e, como não estava correndo, pude observar vários flamboyants. Fiz umas fotinhos de um deles, mas hoje minha atenção voltou-se para as estremosas, que estão bombando. Lízia ama as estremosas - como sua bisavó. Sempre que vejo uma árvore dessas lembro de minha avó. Ela adorava estremosas e plantou uma na casa da praia em Tramandaí. Mas a estremosa sempre foi muito miúda e frágil, o clima do litoral era péssimo para ela. Não há verão em que não lembre de minha avó quando vejo as estremosas em flor. E neste verão elas estão incríveis. Para alegria de Lízia e revival de minhas memórias da infância.