quarta-feira, 16 de janeiro de 2013

Momentos de sábado

Corri a Atlântida-Xangrilá Night Running sábado, dia 12. Adorei. Especialmente antes da largada e depois que acabou. O astral da corrida foi maravilhoso, curti. Mas tive que fazer muita força na volta, vento contra forte por 2,5km. Odeio correr no vento. Me causa um tremendo sofrimento físico e mental. Assim como ladeiras.
Nunca pensei que fosse me sair tão bem, 5km em 23:05. Havia calculado fazer em 25 minutos, e estava conformada. Que nada! Muito melhor. Pra esse resultado, contei com a força da Leda Salete Ferri Nascimento. Encostei nela e voltamos juntas. Depois dos 3,5km eu estava a fim de dar uma afrouxada, ela segurou o pace e me fez ir junto. E me deu a mão na chegada, um gesto de união, companheirismo, solidariedade. Ela sabia que estava em 4º lugar e eu em 5º, não havia  competição entre nós, era só chegar.
Na sexta-feira à noite eu havia sofrido um enorme abalo emocional relativo à condição de saúde cada vez mais complicada de minha mãe. Também sofri uma megapuxada de tapete de uma pessoa em quem confiava. Fui pra praia sábado de manhã muito preocupada com o que encontraria. Nem sabia se poderia ir à corrida. No fim das contas, minha mãe estava bem - dentro do que é possível nesse momento.
Fui cedo pra arena da corrida, fiquei na barraca da R.A. Runners. Rita Abero e seus atletas me receberam com o alto astral e carinho de sempre. Os que não me conhecem pensam que treino na equipe, eu me considero uma agregada.
Voltei pra casa com um troféu bem bonito e a certeza de que estou voltando à forma.
Domingo tinha mais.

 Chegando com Leda, que me deu a maior força. 

Serei sempre grata por esse gesto simples, de estender a mão.

 Toda certinha. :)









Amiga, anfitriã, pessoa do bem. Rita Abero.



Com Amanda e Gabriela, colegas da Winners.


Eu e Rê Coelho cedinho, na concentração.