segunda-feira, 4 de fevereiro de 2013

Never my friend

Amo essa música. Gosto da letra. Estava lá nas areias de Capão de Canoa, sábado, ralando no vento contra, e tocou no iPod. Oh my... Tão a ver com o mar prateado, com o sol da manhã. Tão a ver comigo.
Tenho essa música nas coletâneas do Café Del Mar. E esse som tem tudo a ver com mar para mim. Chill out chique. Muito Ibiza. Mas funcionou perfeitamente na (bem) menos glamourosa  praia gaúcha, hahaha.
Eu gosto de qualquer praia, de qualquer mar. Se puder correr na beira d'água, numa areia dura e plana por quilômetros, gosto mais ainda. Por isso - e pelo fato de ser o mar da minha infância - adoro essas praias medonhas daqui. Gosto desse mar aberto, desse horizonte amplo pra todos os lados. Gosto de espaço. Praia de enseada não é bem a minha.


Calling, you're calling

I have dialed your number on the telephone
I've been waiting for hours just to hear your voice
I've had your dad, your dog, your sisters and your mom
But you were never there, never available

I started looking for you in a crowded street
I thought you were a joke, that there was a trick
And I now realize you were never my friend
And all you wanted for me was rather insane

I won't call you again,
Now I know