quinta-feira, 12 de maio de 2011

Matei o treino e fui trabalhar - 10 dias

Hoje não deu.
Estava vestida, pronta na porta. E desisti.
Por quê?
Porque simplesmente não estava afim. O tempo horrível, nublado, úmido, frio. Detesto.
Antes de me vestir pra correr estava trabalhando a mil, focada. Meu coração e mente simplesmente não estavam no treino. Voltei pra minha tradução de um livro de S.S. o Dalai Lama.
Aliás, hoje, pela primeira vez em meses, abri meu altar budista. Coloquei água nas tigelas e acendi uma vela de sete dias. E fiz as prostrações e as preces de refúgio nas Três Joias e de geração de bodhicitta.
Amanhã seria folga, vou fazer o treino de hoje e pronto. Sem culpa.
Aliás, parar de sentir culpa por fazer o que quero em vez de fazer o que querem de mim é a grande meta pessoal deste ano. E um tema sobre o qual estou refletindo muito desde sexta passada. Cheguei a começar um texto aqui, mas não postei porque teria que desenvolver mais, e a ideia ainda não estava bem formatada.