terça-feira, 9 de abril de 2013

Por que Dakini

The dakini principle must not be oversimplified, as it carries many levels of meaning. On an outer level, accomplished female practitioners were called dakinis. (...) But ultimately, though she appears in female form, a dakini defies gender definitions. “To really meet the dakini, you have to go beyond duality,” Khandro Rinpoche teaches, referring to an essential understanding in Vajrayana that the absolute reality cannot be grasped intellectually. The Tibetan word for dakini, khandro, means “sky-goer” or “space-dancer,” which indicates that these ethereal awakened ones have left the confinements of solid earth and have the vastness of open space to play in.

O princípio da dakini não deve ser simplificado, pois abrange muitos níveis de significado. Em um nível externo, praticantes femininas realizadas foram chamadas de dakinis. (...) Mas, afinal, embora apareça na forma feminina, a dakini desafia definições de gênero. "Para realmente encontrar a dakini, você tem que ir além da dualidade", ensina Khandro Rinpoche, referindo-se a um entendimento essencial Vajrayana, de que a realidade absoluta não pode ser apreendida intelectualmente. A palavra tibetana para dakini, khandro, significa "frequentadora do céu" ou "dançarina espacial", o que indica que essas etéreas despertas deixaram as prisões da terra sólida e agem na vastidão do espaço aberto. 

Excerto de Dakini Power - Twelve Extraordinary Women Shaping the Transmission of Tibetan Buddhism in the West, de Michaela Haas.
Tradução de Pema Rinchen.