terça-feira, 18 de junho de 2013

Como eu não seria feliz?

Meu treinador Átila Viero de Conti, que me reabilitou e me colocou a correr de novo, que corrige minha técnica, me tranquiliza e incentiva. Mais que isso, que esteve por perto quando nem era meu treinador e depois, quando nem se sabia se eu poderia treinar de novo. Que apoia meus sonhos possíveis e descarta os que não podem ser. :)

Pronta pra largada. Pela primeira vez em cinco maratonas, confiante, feliz e tranquila, certa de estar bem preparada. Confiante. Com o corpo e cabeça saudáveis.

Com minha companheira de maratona da Winners, Maria Ines Martinez. Não treinamos juntas, não corremos juntas, mas estamos juntas no que interessa: na superação de obstáculos pra chegar até a linha de largada sorridentes. E cruzar a linha de chegada realizadas, felizes, alegres, exultantes porque toda a dedicação valeu a pena.

Comemorando no núcleo-base, sem banho, hehehe. Com a filha (que fez a foto), o tio (que acordou cedo pra ver a maratona passar pela primeira vez e fez umas fotos minhas maravilhosas - ele, que reclamava da interrupção do trânsito, mas agora está conseguindo olhar por outro ângulo), a mãe e a irmã (que cansa só de pensar em maratona, hahaha).

Lembranças selecionadas.