sábado, 18 de abril de 2015

Pulseirismo


Na semana passada, voltei a usar minhas queridas pulseirinhas. Na verdade, as da linha Life da Vivara não são as mesmas. São novas.
Em março aconteceu algo inacreditável.
Perdi a minha pulseira mais antiga, que eu nunca tirava do pulso, com um olho grego. Não sei como pode ter acontecido. Eu lembro que estava com ela numa quarta à noite, treinando na pista. No outro dia havia desaparecido. Ou seja, o fecho abriu, e o fecho de segurança rebentou. E eu não vi nada disso acontecer. Não pude acreditar, mas foi assim mesmo. Revirei a casa, não estava. Caiu na rua.
Para completar, fui colocar a outra pulseira, com vários muranos, e na hora em que a vestia o fecho de segurança rebentou! Do nada. Não forcei, não puxei.
Pra evitar outra perda, fui na Vivara. Trocaram a pulseira toda.
Aí não resisti e comprei outra com um olho grego.
Para dar sorte. :) Até porque a pulseira anterior com certeza se extraviou levando energias densas com ela. Ainda bem.