quarta-feira, 31 de agosto de 2016

Lembrando

Comecei o dia vendo essa imagem no Instagram. Auspicioso. Uma espécie de continuidade do meu último post de ontem.
Minha nova tatuagem, como tudo em minha vida, deságua no budismo.
"Let it shine" não é uma simples frasezinha. E não tem a ver com meu "eu" brilhar. Tem a ver com as coisas que realmente me interessam.
Que brilhem a sabedoria e a compaixão, as duas asas do pássaro da iluminação.
Que brilhe Lux no sentido de rigpa.
E, no sentido bem menos sutil e mais pessoal, que brilhem o meu bom coração e a motivação correta.
Para o diamante de rigpa refulgir em todo seu esplendor, é preciso remover as camadas de obscurecimento. Purificar a mente grosseira do ego, do ciúme, da paixão, da ignorância, da ganância e do ódio.