quinta-feira, 18 de agosto de 2016

Seguindo


Muitas vezes o caminho é acidentado. Estrada de terra, buracos, curvas fechadas, pista escorregadia, caminho estreito na borda de um penhasco. A paisagem de tirar o fôlego - um vale esparramado em meio a montanhas, uma praia recôndita, uma cachoeira - vale o risco e o esforço. Tem que aproveitar a viagem, curtir todo o trajeto.
São muitos os caminhos. As estradas se bifurcam.
Que eu sempre tenha discernimento para escolher os caminhos mais bonitos. E guarde na memória todas as belas jornadas e os cenários deslumbrantes onde estive.