terça-feira, 30 de agosto de 2016

PT - de perda total

O fim do namoro teve um grave desdobramento prático. Perdi a treinadora. Duríssimo golpe.
Minha planilha de corrida do mês de agosto foi a melhor de todos os tempos. Especialmente planejada para a minha tão sonhada e desejada retomada de performance - com a possibilidade de fazer uma maratona em 2017, caso tudo corresse bem. A reposição hormonal contribuiu para meu bem-estar e disposição, o que ajudou a cumprir os treinos à risca. O desempenho ainda está muito longe do que se pensa ser possível atingir, mas pelo menos readquiri consistência.
Na última semana não corri nenhum dia em função da tatuagem na perna. O tornozelo inchou muito, e fui enfaticamente advertida para ficar quieta, com a perna para cima o maior tempo possível, ou correr o risco de infecção e danos na tatuagem. Hoje ia trotar, mas abortei a missão com a chuva. Espero que o tempo colabore amanhã.
Sem a treinadora e sem vontade de ir para outra assessoria, vou repetir a planilha de agosto em setembro, tentando melhorar a qualidade. E em outubro verei o que fazer.
Na musculação é a mesma coisa. O treino deveria ser trocado agora, vou seguir com ele, que é ótimo, por mais um tempo.
Eu estava muito mal acostumada.

A hora do espanto na musculação