domingo, 28 de agosto de 2016

Printscreen ainda???

Não deveria me incomodar, mas me incomoda. Me incomoda que venha aqui catar, acompanhar a minha vida. Ver o que está acontecendo. E, quando tem oportunidade (ou seja, quando é acionada como estepe, como tapa-buraco), mandar print pra quem nunca se interessou em ler o que escrevo.
Achei que esse episódio estivesse superado, que já tivesse me largado de mão. Cheguei a pensar que seria possível um convívio social polido, deixando o passado no passado. Porque eu não guardo mágoa nem ressentimento de terceiros. (Não nesse caso, pelo menos.)
Bem, existe a possibilidade de eu estar enganada (quem dera!). Time will tell. Or not. Porque não pretendo levar isso adiante. Tomei todas as providências para me manter unreachable. Se quiserem falar de mim, do que escrevo, do que faço, do que penso - e do que pensam que escrevi, faço e penso -, falem entre si.