sábado, 6 de maio de 2017

Ajardinada

No fim, agora tenho todas as flores de que minha mãe gostava e que foram lembradas desde o verão, quando brotou a ideia do jardim genealógico. Amores-perfeitos, lírios. Sakuras e violetas. Estas duas últimas fecharam a manga. As sakuras foram ideia do Jean Etienne, quando estávamos concluindo os lírios e decidi fechar a manga. Aí lembrei das violetas. E o mimoso fez 8 de cada lado, mais 2 violetinhas perto das sakuras. Nada de número ímpar.
E tenho as rosas e dálias. E as flamboyants. Estas vieram antes do jardim. E antes ainda, o primeiro lótus, pequenino. Que faz par com o grandão colorido que está no jardim e também no braço da filha, o lótus da minha vida.