terça-feira, 11 de abril de 2017

Alto-relevo

Não deu pra treinar hoje. Mais uma sessão da manga esquerda. Dessa vez o braço inchou muito. No final, Jean estava impressionado com o tamanho que ficou. Pra mim foi inédito inchar tanto e tão depressa. Achei graça porque os lírios ficaram em baixo-relevo, cercados pelo inchaço. "Cheirinho de sangue e clara de ovo", constatou Jean. Sangrou bem pouquinho. Mas a área tatuada foi extensa. Um fundo em tons de verde para formar o conjunto. Conjunto que compreende a manga e o flanco com os gloriosos flamboyants.
Jean hoje não desenhou nada. Free-hand. Amei. E conversando com ele já veio a ideia para a próxima etapa. Mais flores. Florzinhas na parte interna do braço, onde só tenho o lótus da Lízia. E um florzão na parte posterior do ombro. Isso é pra mais adiante. De momento, falta apenas retocar os lírios.
Nesse braço, tudo começou com o símbolo do Prince há quase um ano. (Dia 21, um ano da morte.)
Mas a vontade de fazer a manga veio neste verão, depois dos amores-perfeitos. Ainda tem bastante pele pra preencher nessa manga.