sábado, 30 de setembro de 2017

Dia Internacional do Tradutor

Com quantos tradutores você foi para a cama?
Quantos tradutores já levei pra cama? Nem ideia.
Quantos leitores me levaram? Milhares. Muitos milhares.

Tradução é aquilo que transforma tudo para que nada mude.
Em tudo que traduzo e edito me esforço ao máximo para preservar o original. Ser fiel ao autor, a seu estilo, às palavras que ele escolheu. Trabalho subjetivo. Tento imaginar como seria se ele escrevesse em português. E crio um estilo, um fio condutor para que o texto seja homogêneo do começo ao fim.
O início de cada tradução é difícil, parece que não vai fluir. De repente... pá! Surge uma voz interna, a seleção de palavras vai ficando mais fluida.
Alquimia.