sábado, 3 de junho de 2017

Dia de Saturno

Coração aberto, mente aberta seguiu há pouco pro editor. Sábado de sol radiante começou com a releitura das últimas páginas. E com o estabelecimento de um marco pessoal.
Os dois trabalhos em andamento agora não são exatamente a preferência. Mais um Trump e outro Napoleon Hill.

Vendo o pessoal finalizar os treinos pra maratona na mais absoluta indiferença. Zero vontade de participar. Ainda bem, porque seria a mais pura perda de tempo e energia. De momento, curtindo muito os treinos quando tenho vontade e tempo. Nessa semana o clima não ajudou. E o foco foi a tradução.
Agora, tentando vencer a preguiça e sair pra correr nesse sol lindo.
Na real, hoje não é preguiça. É mais uma estupefação. A conclusão de um trabalho muito arrastado e tortuoso (e torturante) e de uma etapa importantíssima me deixou de banzo. Ainda não caiu a ficha por completo. Só tenho o reconhecimento intelectual. O emocional está processando no seu ritmo. Era uma coisa que eu queria muito, muito. Foi suada. Agora que já é, tô meio abobalhada.

video

E hoje levantei antes da dupla, que me deixou dormir até mais tarde e teve esse momento amorzinho muito fofo.