terça-feira, 15 de novembro de 2016

Vai saber por quê


Não sei por quê. Nunca soube. Ainda não sei.
Que maravilha quando o amor vem junto com o desejo, a admiração e o interesse - admiração e interesse não apenas pela inteligência e riqueza, mas por tudo que faz querer estar perto. Que atrai. Que aproxima. Que une. Que estimula. Que apazigua. Que soma. Que amplia.
Que bom sentir tudo isso ao mesmo tempo - pela mesma pessoa.
Melhor ainda é ter sempre presente a visão libertadora de amor como o desejo de que os outros sejam felizes.