quinta-feira, 10 de maio de 2012

Oito dias

Essa noite senti uma pressão mais forte na coluna e uma leve dor na perna esquerda, no posterior da coxa. Acordei ainda assim. E meu ânimo desabou. Mandei um sms pro médico, tou aguardando resposta. Creio que não seja nada de mais, mas o déjà vu foi altamente perturbador. Affff.
Marquei a consulta inicial da fisioterapia pra hoje à noite. Vou fazer pelo plano de saúde, preciso mais que nunca cortar gastos, economizar. Meu orçamento sofreu um forte abalo com toda essa função, trabalhando menos e gastando mais. E, assim que possível, preciso comprar um colchão e uma cadeira de trabalho novos.

O desarranjo físico e mental manifestou-se na prática meditativa. Nos primeiros dias depois da cirurgia simplesmente foi impossível ficar quieta para meditar, o corpo surtou. Ontem a situação começou a melhorar. O corpo está se acalmando (mas ainda não permanece imóvel sequer por 20 minutos). A mente permanece frenética...