sábado, 25 de fevereiro de 2017

1.000

Milésimo post no meu querido blog.
Para celebrar, um dia perfeito, no qual ainda conheci uma futura escritora. Isabelle, 6 anos. Estava na praia. Passei por ela ao voltar do mar, ela me olhava. Eu sorri, ela sorriu. Dei oi, ela e o amigo Rafael, de 6 anos, responderam na maior simpatia. Aí a avó me disse que Isabelle estava encantada em mim, já estava de olho na minha movimentação. Por causa do meu chapéu de praia, que ela achou lindo, e do meu estilo. "Quero ser como ela quando eu crescer", disse a garota. Ganhei o dia com essa.
Perguntei se ela queria experimentar o chapéu. Sim! A mãe aproveitou pra fazer umas fotos. Conversamos um pouco, as crianças foram brincar.
Fiquei curtindo o sol, o chimas e um livro. Finalmente lendo com fins unicamente recreativos. Nascido para correr, que ganhei da Lízia há séculos. Que livro bem bom! O autor é jornalista, claro. E a tradução é ótima. Não sei há quanto tempo eu não sentava pra ler algo que não seja trabalho.
Antes de ir embora, Isabelle e Rafael vieram conversar. Uns fofos. Altos papos. E a avó e a mãe dela também vieram. Belle começou a 1ª série, já sabe ler, aprendeu sozinha, sem estímulo, aos 4 anos. E quer ser escritora! A menina que quer ser escritora e ama livros desde criancinha se encanta com uma mulher de chapéu que é jornalista e tradutora.

Vim pra praia sem vontade. Estava querendo curtir a Porto Alegre fantasma e evitar a muvuca, mas resolvi fugir do calorão. Ainda bem. Melhor escolha.