sexta-feira, 3 de fevereiro de 2017

Sem (des)controle

Sabedoria do guardanapo é muito massa.
De uns dias pra cá, integrei esse conhecimento de modo mais orgânico no meu dia a dia. Ainda falta integrar minimamente no trânsito, afff.
Tô cada vez mais atenta aos meus padrões. Ao meu determinismo psíquico. Na real, sobre uma parte de minha mente eu não tenho controle. Mas descobri que ela existe. E estou observando seu funcionamento. Meu novelo emaranhado está cada vez menor. Já desfiz muita maçaroca.
O que é meu. O que não é. Como eu lido com as situações e as pessoas. A busca por conflito como forma de ter emoções intensas. Como neutralizar esse padrão?