segunda-feira, 6 de fevereiro de 2017

Night shift

Enquanto uns trabalham, outros atrapalham.
Agora que descobriu o vão entre o monitor e o teclado, Lelo se instalou. Não adianta tirar. Desisti. Só umas empurradinhas quando se joga em cima do teclado ou tapa o mouse.

O trabalho cada vez mais empolgante. Na editora é bárbaro. Editar é bárbaro. Nada como a prática para aprimorar a técnica e acelerar o ritmo. Se bem que no atual trabalho estou me arrastando. Complexo. Mil armadilhas.
Em casa, a tradução readquiriu o encanto. Há anos eu não traduzia com tanta fluidez, facilidade. As palavras brotam naturalmente, às vezes nem consigo digitar na rapidez com que penso. Claro que o livro em que estou trabalhando ajuda. Curiosa pra ver como será nos próximos trabalhos. Que já estão chegando. E sendo buscados.
A reestruturação da rotina a partir de amanhã vai contribuir pra fluidez geral - da vida e dos trabalhos.