quarta-feira, 25 de janeiro de 2017

Acidentes acontecem

Uruca. Vinha sentindo. Ontem à noite, enquanto pensava no assunto - especificamente, pensava que preciso dar jeito de barrar uma nuvem trevosa (não intencional, mas que me causa mal) -, pela primeira vez na vida deixei uma panela com comida cair no chão. Uma panela com massa e água fervendo, recém-tirada do fogão. Escorregou/voou da borda da pia.
Inacreditável. A panela de aço ficou amassada. A água espirrou nos meus olhos (por sorte eu estava de óculos) e colo. Fiquei tão aturdida e preocupada com os olhos e o peito que de início não reparei no pé esquerdo. Míseros segundos até sentir. Depois foi só o que senti. Tenho um limiar alto de tolerância à dor, mas mal conseguia caminhar. Arrumei a lambança, fiz outra panela de massa, jantei e fui deitar.
Agora o pé está assim. Não dói. Bepantol. Descalça sempre que possível (felizmente posso ficar descalça na editora). Ou meia e tênis.
E a mente se recuperando do baque. Do acidente e do que propiciou o acidente. Vamos melhorar. Tudo. Em tudo.