sexta-feira, 6 de janeiro de 2017

Campanha pela vida

CADA UM CUIDA DA SUA



Vai me comparar com um feto que depende do MEU corpo e mente? Vai não.
Vai me subordinar a um feto? Vai não.
Vai me julgar pela sua moral? Vai não.
Vai me impor os seus princípios religiosos? Vai não.
Fiz dois abortos. E daí?
Faria de novo.
ZERO arrependimento.
ZERO remorso.
Nem lembro.
Jamais perdi um minuto de sono.
Não reconheço deus, moral ou qualquer coisa que me obrigue a levar adiante gravidez indesejada.
Meu livre arbítrio é inviolável.
Meu corpo, minhas regras.
Não tenho que explicar por que abortei.
Não tenho que justificar nada para ninguém.