sábado, 1 de outubro de 2016

Recapitulando

- 24 de março: Ho'oponopono
- 30 de março: Love (remodelando o OM);
- 25 de maio: Prince's Love Symbol (retoque em 9 de junho);
- 9 de agosto: Lux;
- 23 de agosto: rosas e estrelinha ao lado de Lux;
- 30 de agosto: Let it Shine;
- 17 de setembro: 1ª flor de flamboyant (e retoque em Lux e na estrelinha);
- 28 de setembro: 2ª flor de flamboyant.

2016 foi o ano das tatuagens. O ano da tatuagem principal - das flores de flamboyant -, que exigirá no mínimo mais uma sessão, já agendada.
Olhando as datas, fiquei abismada. Não se passaram sequer dois meses desde que fiz Lux. Parece que foi há muito mais tempo. As rosas então...
Tempo acelerado.
Nenhuma das tatuagens do segundo semestre está plenamente cicatrizada. Leva cerca de três meses para o processo estar concluído.
Depois da cicatrização inicial, as rosas volta e meia coçavam levemente. Agora passou. E estou sentindo coceirinhas na primeira flor de flamboyant. Reação ao trauma e/ou pigmento, com certeza. Felizmente minha pele reage maravilhosamente, cicatriza com enorme rapidez e não manifestou irritação com o pigmento vermelho. Jean Etienne confirmou que vermelho é a cor que mais causa problemas, de dor à inflamação. Seria tenso ter reação ao vermelho com essas duas flores enormes.